Área do dentista

Vacinação Odontologia: Confira depoimento de Michele Francisca da Silva, Auxiliar em Saúde Bucal CROPE 710 - Policlínica e Maternidade Barros Lima/Recife

Data publicação: 20/01/2021

Responsive image

Cirurgiões-Dentistas e outros Profissionais da Odontologia que trabalham em espaços voltados a tratamento de pacientes diagnosticados com a COVID-19, receberam a primeira dose vacinal contra a doença.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Pernambuco, hoje teve início a vacinação dos profissionais e trabalhadores de saúde em todo o Estado.

O Programa Nacional de Imunização - PNI e Plano de Operacionalização para Vacinação contra a COVID-19 no Estado de Pernambuco, tem como meta vacinar todos os profissionais de saúde, ainda na primeira etapa, conforme divulgado anteriormente.

Neste momento, principalmente em razão da escassez de doses disponibilizadas pelo Governo Federal é imprescindível o estabelecimento de ordem de priorização daqueles profissionais que atuam em ambiente hospitalar, na assistência direta, enfermarias e unidades de terapia intensiva, tudo de acordo com o planejamento estabelecido pelo Governo do Estado de Pernambuco.

Para o Presidente do Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco, Eduardo Vasconcelos, a medida é necessária, mas é preciso entender que todos os profissionais da Odontologia precisam ser imunizados ainda na primeira fase da vacinação: "Estamos em contato permanente com a Secretaria de Saúde do Estado e demais autoridades sanitárias para no prazo brevíssimo replicar as datas dos calendários específicos, de forma mais detalhada, nos nossos canais oficiais".


Confira o depoimento de Michele Francisca da Silva, Auxiliar em Saúde Bucal CROPE 710 - Policlínica e Maternidade Barros Lima/Recife


"Eu sou ASB há quase 20 anos e aqui, nesta Instituição, eu trabalho há 9 anos no serviço de urgência odontológica. Para mim está sendo um dia muito feliz, até porque completei ano fazem dois dias e é meio que um presente também essa vacina que a gente não esperava receber nesse início de ano. E tendo em vista que aqui o serviço de urgência odontológica trabalhamos colados com a classificação de risco, então no início da Pandemia, quase toda a Equipe se contaminou, por conta da proximidade dos pacientes e foi muito difícil para a gente. Então com a vacina a gente tem aquela perspectiva que poderemos trabalhar um pouco mais tranquilos. Sabemos que o risco ainda existe, então iremos continuar reforçando as medidas de proteção com relação a questão do vírus, do contato com o paciente, até porque a nossa área é considerada de alto risco, muito crítica, mas a vacina nos dá essa tranquilidade, digamos assim, de trabalhar de uma forma mais segura, já que como estamos no serviço de urgência nunca sabemos a situação do paciente, se ele procura o serviço com sintomas de COVID e vem ao dentista também, ficamos sempre diante desse risco, de atender um paciente contaminado, por ser uma Unidade também de Referência de atendimento à COVID-19. É complicado agora, porque nesse primeiro momento, só o pessoal que geralmente trabalha no serviço de urgência e UTI que estarão tomando a vacina, mas eu creio que cada profissional junto com seus Conselhos e Sindicatos deve ficar de olho, porque se a quantidade for suficiente para nesse primeiro momento vacinar esse grupo prioritário lógico que vai dar também para estar vacinando outros colegas. Então é ficar de olho, procurar saber, estar sempre se informando, e que seja o que Deus quiser, que venha logo mais essas novas remessas e que todo mundo possa ser contemplado, não só os nossos colegas mas como nossos parentes e todo mundo que precisa dessa vacina."



© 2021 cro-pe.org.br Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por